Shimaa D Eashoa Msheekha Bar-YHWH (Ehyeh-Asher-Ehyeh, Adonai, Elohim, El, El Shaddai, El Elyon, El Roi, El Olam)
[Em nome de Jesus Cristo Filho de Deus (Eu Sou O Que Sou, Senhor, Deus, O Forte, Deus Todo-Poderoso, Deus Altíssimo, Deus Que Vê, Deus Eterno)]
Lucifer nunca foi líder de nada! Ele nunca foi: "maestro dos anjos", "líder do louvor no céu", "o líder dos anjos, estando logo abaixo de Deus", "anjo governante" ou coisas do tipo. Nenhum termo deste tipo existe na Bíblia!
NÃO DÊ A SATANÁS UMA GLÓRIA QUE ELE NUNCA TEVE E NUNCA TERÁ! [Discorda? Clique aqui!]
IMPORTANTE: Regras de Uso deste site!

Clique aqui!

Curta nossa página no Facebook!

Acompanhe-nos no Twitter!
O Maior Chamado é conhecer a Deus
Clique aqui para saber da importância de CONHECER A DEUS! Clique aqui para ler as REGRAS DE USO

>> ARTIGOS

 

O espírito das águas
>> Adicionado em 09/07/2007.

 

Como lidar com eles? Fatos que vão formar alicerce para você lidar com eles: 3/4 da superfície da terra é água e 3/4 do seu corpo é água. Sem água não podemos viver. As plantas, os animais, todos necessitam da água pois ela é um elemento de vida, meio de purificação, centro de regeneração, representa a infinidade dos possíveis, contém todo virtual, informal, germe dos germes, promessas de desenvolvimento, mas também ameaças de reabsorção.

Em Gênesis. 1:6-7 “E disse Deus: Haja firmamento no meio das águas e separação entre águas e águas. Fez, pois, Deus o firmamento e separação entre as águas sobre o firmamento”. E assim se fez.

Há espíritos na terra e no firmamento das águas. Quando você vê cidades perto do oceano, você vê que algo é diferente no povo. Firmamento é algo que suporta seu próprio peso e também cargas ou pesos externos.

Exemplo: Em quase todas as cidades do mundo, há o costume de batizar seus navios, barcos e lanchas com champanhe; isso é oferenda aos espíritos das águas.

O rio Ganges na Índia é chamado de rio Santo, onde o povo se banha, conhecido como cabeleira de Xiva. Os rios são chamados de “os braços do mar”.

Aqui no Brasil, com muito engano, Iemanjá é o espírito das águas, a chamada senhora do mar, a mãe da fertilidade. Por esse motivo esse espírito tem ligação com aborto, por isso também todas as pessoas que foram oferecidas a ela ou a sua falange (corpo de tropas) têem problemas de esterilidade, aprisionamento em certas áreas de suas vidas, desequilíbrio, trazendo consigo a insegurança.

Marcos 5: 1- 13 (ler)

Eram muitos demônios e seu nome era legião (diz a Palavra de Deus, cerca de 2000 demônios) eram demônios da região, e já tinham conquistado autoridade sobre a mesma, já estavam acostumados ali, assim como pessoas acostumadas na sua cidade, estado ou país; por isso pediram que não fossem mandados para fora do “país”, preferiram entrar numa manada de porcos e com a permissão de Jesus, precipitaram despenhadeiro abaixo, para dentro do mar. Os porcos por sua própria natureza não gostam de água, mas os espíritos ficaram nas águas onde os porcos se afogavam, os espíritos, porém, não se afogaram e ficaram nas águas.

O espírito das águas veio da Nigéria com os escravos.

O espírito das águas é violento, e em certos casos enlouquecem as pessoas, e uma das coisas que quer fazer, é levar as pessoas à nudez, eles levam as pessoas a tirarem a roupa, ou vestirem pouca roupa.

Este espírito que Jesus encontrou, era o espírito das águas.

Salmo 74:13 e 14 – “Tu dividiste o mar pelo teu poder; quebraste as cabeças das serpentes das águas. Esmagaste as cabeças do Leviatã e o deste por comida às criaturas do deserto”. (Bíblia –NVI)

Há monstros marinhos (leviatã = crocodilo = Almirante Supremo e Governador dos Países Marítimos do Inferno). Leviatã é muito enganador e difícil de ser expulso. Tenta possuir os humanos, especialmente mulheres, e Ihes ensina hábitos ruins

Este leviatã era uma serpente semelhante a Kundalini (a serpente simbólica da yoga).

Deus dividiu as águas do mar vermelho para que o povo passasse a seco. A Bíblia afirma que nas águas há monstros marinhos como o leviatã, e para lidar com eles Deus os tira das águas e coloca-os no deserto.

Ezequiel 29:2- 3 - "Filho do homem, volve o rosto contra Faraó, rei do Egito, e profetiza contra ele e contra todo o Egito. Fala e dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis-me contra ti, ó Faraó, rei do Egito, crocodilo enorme, que te deitas no meio dos seus rios e que dizes: O rio Nilo é meu; eu o fiz para mim mesmo”.

Deus enviou um profeta para falar com Faraó, pois ele havia feito aliança com esse espírito das águas, recebia poder, e ousou ir contra Deus. Este relacionamento de Faraó com o espírito das águas chegou a tal ponto que ele dizia: “O rio NIlo é meu, e eu o fiz para mim mesmo”. Ele nunca teve poder de fazer nada!

E Deus disse: vrs.4 e 5 – “Mas eu porei anzóis em teus queixos e farei que os peixes dos teus rios se apeguem às tuas escamas; tirar-te-ei do meio dos teus rios, juntamente com todos os peixes dos teus rios que se apeguem às tuas escamas. Lançar-te-ei para o deserto, a ti e a todo peixe dos teus rios; sobre o campo aberto cairás; não serás recolhido, nem sepultado; aos animais da terra e às aves do céu te dei por pasto”.

Deus vai tratar com estes espíritos deixando-os em total desolação, sem morada, pois deixarão de existir assim como diz em Apocalipse 21: 1 – “Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe”.

Isto nos revela que os que estão em autoridade, e fazem aliança com este espírito, passam esta herança à sua descendência. Podemos herdar de nossos pais e familiares esta influências.

Um dos poderes que Moisés teve que lidar era com o espírito das águas. Quando Faráo disse: Não deixe o povo sair, ele tinha aliança com estes espíritos. Geralmente as autoridades que tem aliança com estes espíritos são arrogantes.

Êxodo 7: 19 - 21 – “Disse mais o Senhor a Moisés: Dize a Arão: toma o teu bordão e estende a mão sobre as águas do Egito, sobre os seus rios, sobre os seus canais, sobre as suas lagoas e sobre todos os reservatórios, para que se tornem em sangue; haja sangue em toda a terra do Egito, tanto nos vasos de madeira como nos de pedra. Fizeram Moisés e Arão como o Senhor lhes havia ordenado: Arão, levantando o bordão, feriu as águas que estavam no rio, à vista de Faraó e seus oficiais; e toda a água do rio se tornou em sangue. De sorte que os peixes que estavam no rio morreram, o rio cheirou mal, e os egípcios não podiam beber a água do rio; e houve sangue por toda a terra do Egito”.

Houve guerra espiritual com essas entidades que atuavam nas águas.

Ezequiel 32: 2-5 – “Filho do homem, levanta uma lamentação contra Faraó, rei do Egito, e dize-lhe: Foste comparado a um filho de leão entre as nações, mas não passas de um crocodilo nas águas; agitavas as águas, turvando-as com os pés, sujando os rios. Assim diz o Senhor Deus: Estenderei sobre ti a minha rede no meio de muitos povos, que te puxarão para fora na minha rede. Então, te deixarei em terra; no campo aberto, te lançarei e farei morar sobre ti todas as aves do céu; e se fartarão de ti os animais de toda a terra. Porei as tuas carnes sobre os montes e encherei os vales da tua corpulência”, (corpo grande, obeso).

Deus fala mais uma vez “profetiza” contra Faraó, ele se comporta como leão, ele é arrogante, tem força e pode matar. O leão mata sem misericórdia. Deus dizia que este era o caráter de Faraó.

Ezequiel 28:2 – “Filho do homem, dize ao príncipe de Tiro: Assim diz o Senhor Deus: Visto que se eleva o teu coração, e dizes: Eu sou Deus, sobre a cadeira de Deus me assento no coração dos mares, e não passas de homem e não és Deus, ainda que estimas o teu coração como se fora o coração de Deus”.

Deus manda Ezequiel profetizar contra o príncipe de Tiro, o coração desse príncipe era elevado, ele disse: “eu sento na cadeira de Deus no coração dos mares”. Isso nos revela, que há lugares, tronos e poder no coração dos mares. Ezequiel 26: 16 – “Todos os príncipes do mar descerão dos seus tronos, tirarão de si os seus mantos e despirão as suas vestes bordadas; de tremores se vestirão, assentar-se-ão na terra e estremecerão a cada momento; e, por tua causa, pasmarão”.

E àqueles que estão em contato com esses poderes fala: "Eu sou Deus". Na verdade não passam de homens arrogantes, e cheios de orgulho.

Em Ezequiel 28:3–6 : “sim, és mais sábio que Daniel, não há segredo algum que se possa esconder de ti; pela tua sabedoria e pelo teu entendimento, alcançaste o teu poder e adquiriste ouro e prata nos teus tesouros; pela extensão da tua sabedoria no teu comércio, aumentaste as tuas riquezas; e, por causa delas, se eleva o teu coração, assim diz o Senhor Deus: Visto que estimas o teu coração como se fora o coração de Deus”.

Quem serve a estes espíritos recebe poder sobrenatural, sabedoria e entendimento dos mistérios das trevas, pois o mar e todas as outras fontes de água estão cheios de mistérios, segredos, etc.

A riqueza, os tesouros estão ligados aos espíritos das águas. A maior parte dos espíritos do mal estão nas águas. São espíritos que trazem violência, falsidade, desiquilíbrio, inveja, inconstância, ciúmes, prostituição (fornicação, sexo ilícito e explicito, nudez, sensualidade, esterilidade), agressividade, adversidade, principalmente contra autoridade, roubam a fé, trazem inquietação, paralisia espiritual, irresponsabilidade, medo, insegurança, esterilidade espiritual, luxúria, pobreza, adultério.

Daniel 7: 1-3 : “No primeiro ano de Belsazar, rei da Babilônia, teve Daniel um sonho e visões ante seus olhos, quando estava no seu leito; escreveu logo o sonho e relatou a suma de todas as coisas. Falou Daniel e disse: Eu estava olhando, durante a minha visão da noite, e eis que os quatro ventos do céu agitavam o mar Grande. Quatro animais, diferentes uns dos outros, subiam do mar”.

Esses animais eram os quatro reinados da Babilônia, eles saíram das águas isso nos revela duas coisas: esses reinos não eram estabelecidos por Deus e sim por deuses.Nós precisamos compreender mais sobre esses espíritos, há poder que saem das águas.

Em Apocalipse 17: de 1 à 4 diz que a meretriz que se acha sentada sobre muitas águas, se prostitui com os reis da Terra. Ela estava sentada sobre muitas águas, ela recebeu seu poder das águas, e ela sai das águas. O vinho de sua prostituição foi o que embebedou os que habitam na Terra. Esses espíritos terríveis fizeram com que todos os povos da Terra tomassem o vinho da prostituição, tudo que vem da pornografia, e sexo ilícito.

No vrs. 5 : “­Na sua fronte, achava-se escrito um nome, um mistério: BABILÔNIA, A GRANDE, A MÃE DAS MERETRIZES E DAS ABOMINAÇÕES DA TERRA”.

Esses espíritos procuravam os reis e autoridades para poluir mais rapidamente, pois, quando é atingido uma autoridade (um cabeça, um rei) é contaminado conseqüentemente seu reinado e atingido com o mesmo motivo, ainda que não sendo aparente aos olhos daqueles que fazem parte do mesmo.

Vers 4 : “Achava-se vestida de púrpura e escarlate com o cálice de ouro.” Isso nos fala de luxúria, riqueza, pois, ela tinha dentro deste cálice, imundícia.

Esses espíritos levam as pessoas a andarem nuas ou com pouca roupa, andam com elegância e estilo. A atuação destes espíritos, influenciam as roupas no carnaval (guarda-roupa de satanás).

Na Nigéria há atuação de 16 ídolos dessa espécie, e os mais poderosos são ogum (o deus do ferro) e também iemanjá e oxum. No ritual de oferenda para iemanjá, a pessoa que vai levar o oferta, tem que ser virgem, não pode falar com ninguém na hora da oferenda, tem que estar vestida toda de branco, não pode tropeçar em nada, e é acompanhada por um sacerdote que supervisiona o sacrifício, para que tudo saia conforme o ritual diz. Depois disso, essas mulheres se casam com esses espíritos. Futuramente, essas mulheres têm dificuldade em ter relação com seus maridos, pois se tornam frias como uma geleira que vive nas águas, afetando a seus próprios maridos, levando-os a cometerem adultério.

Salmo 77:16 – “Viram-te as águas, ó Deus; as águas te viram e temeram, até os abismos se abalaram”. (Têm sentimento e enxergam).

Sentiram medo porque viram a Deus. Jesus repreendeu o mar, na tempestade e as águas se acalmaram (Veja Marcos 4:35 à 39). E como toda autoridade nos foi dada através de Jesus Cristo, podemos falar às águas e repreendermos o espírito das águas, antes que entrem em nossas entranhas, e sejamos enlaçados em uma aliança destrutiva em nossas vidas, trazendo sobre nós as maldições das águas.

Há certos mares, rios, lagos, onde pessoas são afogadas regularmente. Estas são as águas, muitas vezes usadas para rituais com sacrifícios de sangue de animais ou humanos, que dão legalidade para os afogamentos (espíritos das águas que trazem morte). Deus dividiu as águas para fazer para si um nome eterno.

Ler Salmo 114.

 

 

>> Fonte: Missão Evangélica Shekinah.

 

CLIQUE AQUI para voltar (esse botão equivale ao VOLTAR/BACK do seu navegador)


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons: Sempre citar a fonte | Proibido uso comercial | Proibido fazer alterações        Envie esta página para alguém!        Clique aqui para abrir a versão para impressão        


Sobre o site  |  Política de Privacidade  |  Regras de Uso   |   Atualizações   |   Blog   |   Contato



Jesus Cristo é Deus, veio em carne, morreu e ressuscitou ao terceiro dia, subindo em Glória ao céu onde está à direita do Pai e teve Seu Nome posto acima de todos os nomes!



COPYRIGHT 2001-2018 Tabernaculonet© - LEGAL TRADEMARKS 2001-2018 Tabernaculonet™
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS ao Ministério Vestes Brancas® - Website oficialmente na Internet desde 25/10/2001.
Para usar o material cite o nome e endereço do Tabernaculonet como fonte e não modifique os textos. A Deus toda Glória!